Tell FIFA: no political symbols.                 

Yes to Sports, No to Politics

 

the thrill of victory

the agony of defeat

the good of letting all compete

Let All Play

Brazil_Portugal_CitGO_FIFA.png

O arco-íris LGBT não tem lugar nos uniformes ou no campo de futebol.

 

Em jogos de futebol internacionais, os Estados Unidos e a República da Irlanda solicitaram aos jogadores que usassem o arco-íris símbolo de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) em suas camisas. A Inglaterra solicitou aos jogadores que usassem cadarços com o arco-íris LGBT nas chuteiras.  Algumas equipes solicitaram que os capitães usassem o arco-íris LGBT na braçadeira de capitão. Alguns puseram o arco-íris LGBT nas bandeiras de escanteio.

 

O arco-íris LGBT é um símbolo político. As Leis do Jogo do Conselho Internacional de Associações de Futebol (IFAB) determina que "Os equipamentos não podem ter qualquer slogan, declaração ou imagem política, religiosa ou pessoal." (Lei 04.5) Os Regulamentos sobre Equipamentos da FIFA acrescentam que isso inclui uma proibição de qualquer "símbolo político ou comparável" (Artigo 8.3) A FIFA precisa exigir o cumprimento de suas próprias regras. 

 

Nem todos concordam com as causas representadas pelo arco-íris LGBT. Jogadores que se recusaram a usar o arco-íris LGBT em jogos internacionais e de liga foram assediados e correm o risco de sofrer desvantagem em suas carreiras.

A FIFA e a IFAB são responsáveis por garantir que os jogadores sejam julgados por suas habilidades no futebol, e não por suas visões políticas ou religiosas. Ninguém deve ser obrigado a usar um símbolo político com o qual eles discordam.

 

Aqueles que discordam das políticas representadas pelo arco-íris LGBT incluem os seguidores de algumas religiões e aqueles que consideram indivíduos transgênero ameaças ao futebol de meninas e mulheres. Tais indivíduos não devem ser excluídos do futebol por terem opiniões contrárias aos defensores das causas LGBT, e vice-versa.

 

A FIFA e a IFAB precisam garantir que todos sejam bem-vindos.

Deixe que todos joguem

Sim ao futebol, não à política

AÇÕES NECESSÁRIAS

1

FIFA

Disciplinar equipes que usem símbolos políticos, incluindo o arco-íris LGBT, em qualquer parte do uniforme, equipamentos de proteção ou na braçadeira de capitão.

2

FIFA

Defender a justiça e a inclusão.

(Ver relatório completo, “Cinco recomendações para garantir que todos sejam bem-vindos”.)

3

IFAB

Rever as Leis do Jogo para excluir símbolos políticos em bandeiras de escanteio, em todos os demais equipamentos em campo e área técnica, e no campo e seus arredores imediatos.

 

(Ver discussão da Lei 01.8 e 01.13 no relatório completo.)

#FutebolSemPolítica

"O equipamento não pode conter slogans, mensagens ou imagens, políticas, religiosas ou pessoais."

 

IFAB, Leis do Jogo , Lei 04.5

o relatório completo em inglês

#LetAllPlay

Fifa-Front-Cover_31Dec.jpg
CitGO FIFA Por.png
CitGO FIFA Brazil.png

As chuteiras, o uniforme e as bandeiras de escanteio são para futebol e não para política.

Prenda chuteiras para ganhar o jogo, não para política.

Leia o resumo executivo em: